Semana Hepatite Zero – América 2019

Esta campanha terá, esperamos, que todos os países do continente realizem testes e tratamento contra a hepatite C, desde a Patagônia argentina até o Alasca dos EUA. Será conduzido pelo Rotary em parceria com a Associação de Municípios de São Paulo, juntamente com as cidades, estados e federação de cada país.

Estamos doando 1,5 milhão de testes rápidos de hepatite C para os municípios de São Paulo. Há uma prevalência de 1% de infectados entre a população, o que significa que uma cidade como Campinas, por exemplo, com 1 milhão de habitantes, deve ter pelo menos 10 mil pessoas contaminadas. Um detalhe importante é que 90% dos que estão contaminados não estão cientes disso e a doença se espalha silenciosamente por seus corpos.

Assim, o teste rápido, que é muito semelhante ao teste de diabetes, é uma ferramenta essencial e salva vidas. O Grupo Rotariano de Erradicação da Hepatite já realizou mais de 1 milhão de testes e descobriu 10.000 infectados. A hepatite C (que se espalha através da exposição ao sangue de uma pessoa infectada) já tem cura, com um tratamento simples de duas pílulas por dia durante três meses. No Brasil, o governo cobre todo o custo do tratamento.

No Brasil, os municípios interessados ​​em realizar os testes (que devem ser conduzidos na rua ou nas estações de ônibus e metrô ou em outros locais de grande movimento) podem encomendar os kits da Associação dos Municípios de São Paulo.