Sobre a Hepatite

Hepatite viral é uma ameaça a todos e precisa ser prioridade máxima.

A hepatite é tão perigosa porque é um assassino silencioso.

Muitas pessoas não apresentam sintomas claros e discerníveis e, como resultado, não são diagnosticadas e podem continuar a disseminar o vírus para outras pessoas. Apenas cerca de 9% das pessoas com hepatite B e 20% das pessoas com hepatite C foram diagnosticadas.

Também muito poucas pessoas que são diagnosticadas recebem o tratamento de que necessitam. Sem tratamento, o vírus pode causar cirrose, câncer de fígado e outras complicações mortais.

A hepatite causou cerca de 1,34 milhões de mortes em todo o mundo em 2015, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). Essa taxa de mortalidade é semelhante à da tuberculose e maior do que a do HIV hoje, e está atualmente crescendo. Estima-se que 257 milhões de pessoas estejam vivendo com hepatite B, e 71 milhões de pessoas com hepatite C, globalmente.

A boa notícia é que mais de 95% das pessoas com hepatite C podem ser completamente curadas em um período de dois a três meses. No entanto, para que elas sejam direcionadas ao tratamento adequado, essas pessoas precisam ser encontradas. É importante que o diagnóstico aconteça antes que os sintomas se manifestem, pois por essa altura o fígado já sofreu danos que podem ser irreversíveis, levando ao câncer de fígado e até mesmo à morte.

Para vencer esta luta e evitar milhões de mortes todos os anos, precisamos do envolvimento do maior número possível de pessoas em várias partes do mundo. Juntos, podemos erradicar a hepatite viral globalmente.

Junte-se a nós nesta grande luta pela vida!